redacao@gritoregional.com.br     (67) 9 8175-8904

Tudo sobre a região do Anhanduizinho

Tudo sobre a região do Anhanduizinho

Campo Grande, sexta-feira, 22 de maio de 2020.

Coronavírus

Bairros Los Angeles e Centro-Oeste, ambos na região do Anhanduizinho têm registros de novos casos

Por Gilson Giordano em 21/05/2020 às 16:19

Sistema Municipal de Indicadores de Campo Grande (Sisgran) aponta o crescimento do contágio na região do Anhanduizinho

Os mais recentes levantamentos ou boletins epidemiológicos quanto ao avanço do coronavírus na Capital de MS não são nada animadores e os números quanto ao crescimento da transmissão da doença faz um alerta não apenas as autoridades sanitárias, mas de forma geral a população Campo-grandense e ainda conforme os mais recentes dados, a pandemia poderá ter retrocesso a partir do mês de setembro.

Para se ter um exemplo, quanto à proliferação do contágio do coronavírus Covid -19, a região do Anhanduizinho, a maior da Capital onde estão concentrados aproximadamente 200 mil moradores, distribuídos e 14 bairros dos quais, dois deles, dos mais conhecidos e tradicionais, entraram na rota de contágio: Los Angeles e Centro-Oeste.

O bairro Los Angeles e formado por seis parcelamentos e o bairro Centro-Oeste, por 13 e nos dois juntos, residem aproximadamente 30 mil pessoas.

De acordo com os mais recentes números divulgados pela Sesau, nas últimas 24 horas, foram registrados na Capital de MS 28 novos casos, além de mais 22 casos suspeitos que ainda terão que passar pela confirmação dos laboratórios.

O crescimento vai ao encontro com o descuido por parte dos moradores que, em muitos casos, ignoram a existência dos vírus e continuam realizando os encontros em fins de tardes, familiares entre outros de fácil propagação do vírus.

Além dos dois bairros acima citados, outros localizados também na região do Anhanduizinho foram registrados o avanço da doença, conforme os dados divulgados pelo Sistema Municipal de Indicadores de Campo Grande (Sisgran), que aponta os registros nos bairros: Aero Rancho, o maior da Capital e é formado por 12 parcelamentos, onde residem aproximadamente 55 mil pessoas; Pioneiros, formado por 29 parcelamentos e com uma população em torno de 30 mil moradores; Parati, formado por cinco parcelamentos, com uma população estimada em aproximadamente oito mil pessoas.

Durante a live realizada nesta quinta-feira (21), o prefeito Marcos Trad (PSD), além de alertar a todos, lembrou ainda que a pandemia não acabou e com a chegada da estação Inverno, a mais fria, a tendência é de proliferação da doença  e devido ao período, o alastramento poderá ser mais rápido, aproveitando o declínio na  temperatura.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





Exibir botões
Esconder botões