redacao@gritoregional.com.br     (67) 9 8175-8904

Tudo sobre a região do Anhanduizinho

Tudo sobre a região do Anhanduizinho

Campo Grande, sábado, 13 de agosto de 2022.

sede de justiça

Tiago Vargas protocola no MPMS pedido de afastamento do delegado-geral da Polícia Civil

Por Gilson Giordano em 11/11/2021 às 09:20

Vereador Tiago Vargas defende os rigores da Lei para os policiais corruptos (Foto: Divulgação)

Depois de acompanhar o embate envolvendo o delegado-geral da Polícia Civil, Adriano Geraldo Garcia e a delegada Daniela Kades, o vereador Tiago Vargas acionou o Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) e a Secretaria de Estado de Segurança Pública, no início da tarde desta quarta-feira (10).

O parlamentar protocolou um ofício, junto ao MPMS, com cópia à Sejusp, pedindo o afastamento de Adriano Geraldo de suas funções. Conforme o parlamentar, o delegado não tem condições éticas e morais para estar à frente da Polícia Civil de MS.

“Adriano ameaçou uma delegada que se recusou a citar nomes de investigados ligados ao jogo do bicho”, afirmou o Vereador.

“Faço isso para resguardar a idoneidade da Polícia Civil, pois não aceitarei que um policial trabalhe em prol de bandidos”, explicou.

Para Tiago Vargas, policiais corruptos devem ser submetidos aos rigores da lei. Ele afirma que vai lutar por uma instituição limpa e que defenda o cidadão de bem.

Daniela Kades é integrante da força-tarefa que investiga um grupo de extermínio suspeito de atuar em Mato Grosso do Sul. E, durante uma reunião realizada na semana passada, com o delegado-geral da Polícia Civil Adriano Garcia, a delegada se recusou a citar nomes dos investigados, por não confiar no colega.

Conforme relatado pela delegada, em um áudio vazado para a imprensa, a suspeita é que o delegado possa estar atrapalhando as investigações, a fim de proteger os envolvidos no crime organizando em Mato Grosso do Sul.

0 Comentários

Os comentários estão fechados.

Exibir botões
Esconder botões